Dança dos Ursos - Evolução

Dança dos Ursos - Evolução

                                                                      << Back to Artists and Bears


Marion Riddering



aumentar imagem / enlarge image



Português
Nascida em 1973 em Haren, Alemanha. Mestrada em Arte e Media desde 2004. Exposições de pintura em Hamburgo, Berlim, Charleville-Mezieres (França), Barcelona, Monchique. Fundadora e proprietária da Artsalon For12 desde Fevereiro ‘09. Trabalha como artista de belas artes e erformer em Lagos desde Março ‘09. As suas pinturas, principalmente óleos, reflectem espaços urbanos, natureza, nascimento, morte e elementos. Texturas profundas, relevos e mistura de tintas com materiais como folhas de papiro ou palma caracterizam a sua pintura. Usa o desempenho como uma área expressiva de arte para transportar a sua mensagem directamente e, por vezes, interactiva com a plateia transmitindo diversos temas como a consciência, a identidade ou estruturas sociais.

A base do urso foi pintada com cor dourada simbolizando pensamento positivo e também futura orientação positiva. O corpo do urso está coberto com linhas de água azuis, elemento básico da vida. A água flui para o coração e os cinco sentidos do urso, visual, auditivo, olfactivo, gustativo e sinestético. A Humanidade necessita de activar todos os seus sentidos, não apenas a esperança de mudar para algo melhor; ela tem que acordar com todos os sentidos para desenvolver um fértil e positivo futuro tal como o urso que desperta do seu longo sono e activa todos os seus sentidos na primavera. O padrão de linhas de água muda para branco brilhante, amarelo e laranja, linhas que circulam perto do centro, esta mudança de cores inicia o desenvolvimento e mudança positiva e para uma melhor orientação futura. Todas as linhas se tornam positivas, cores fortes e quentes circulando em torno do centro, como um símbolo do nascimento de harmonia, evolução positiva e de acção positiva. Este centro tem uma textura visual criada por muitas camadas de tinta, o padrão de linhas água desarmónicas move-se para este centro de harmonia, em ambos os lados do seu corpo, ligando os dois.

English
Born in 1973 in Haren, Germany. Master of Art and Media since 2004. Painting exhibitions in Hamburg, Berlin, Charleville-Mezieres (France), Barcelona, Monchique. Founder and owner of Artsalon For12 since February ’09. working as a fine arts artist and performer in Lagos since March ’09. Her paintings, mainly oil, reflect urban spaces, nature, birth, death and elements. Deep textures, relieves and mixture of paint and materials like papyrus or palm sheets characterize her paintings. She uses performance as an expressive area of art to transport her message directly and sometimes interactive to the audience transmitting different subjects like consciousness, identity or social structures.

The base of the bear is painted with golden colour symbolizing positive thinking and positive future orientation as well. The bear’s body is covered with blue water lines as basic element of life. The water flows to the heart and five senses of the bear, visual, auditory, olfactory, gustatory and kinesthectic sense. Mankind needs to activate all its senses, not just the hope of changing to something better; it has to awake with all its senses to develop a positive and fertile future like the bear that awakes from his long sleep and activates all his senses in the spring. The water line pattern changes into bright white, yellow and orange lines near the circulating centre, this change of colours initiates the development and change to a positive and better future orientation. All lines turn to positive, strong and warm colours around the circulating centre, as a symbol of the birth of harmony, positive development and positive action. This centre has a visual texture created by many layers of paint, the disharmonic water line pattern moves to this centre of harmony, on both sides of its body, connecting the two.